• Carmem Anselmo

O JUSTO CAI SETE VEZES, MAS O SENHOR O LEVANTA

Atualizado: 11 de set. de 2017



Provérbios 24.16 fala que o Justo sete vezes cairá, e se levantará. E olhando para nós como filhos de Deus, percebemos como esse texto é uma verdade em nossas vidas e na vida de vários personagens bíblicos.

Em 2 Samuel 11 temos o relato do homem que recebe o título de um homem segundo o coração de Deus, o famoso rei Davi, que provavelmente em tempos de inverno, com as guerras apaziguadas, ele passeia em seu terraço, com uma vista panorâmica de toda a cidade, depara-se com uma bela mulher se banhando, esposa de um oficial de guerra, este rei a deseja e este seu desejo logo se evidencia num ato de adultério e ela engravida. Davi movido por seu coração enganoso não busca arrepender-se do seu pecado, ele escolhe resolver do seu jeito e movido por seus sentimentos pecaminosos, ele piora mais ainda e comete um homicídio.

Quando reflito neste episódio, logo me vejo! Como somos parecidos com Davi! No livro de Tiago 1.14 fala que somos tentados pelos desejos e cobiças que há em nós, e quando escolhemos traçar os nossos caminhos à parte do nosso Deus, sempre encontramos caminhos de morte. No livro de Provérbios 14.12, diz: “Há um caminho que parece ao homem parece direito, mais o fim dele são caminhos de morte”.

No capítulo 12 o Senhor Deus envia o profeta Natã para falar ao rei de Israel. Difícil missão! Mas interessante que diferente dos reis pagãos que eram tidos como divinos e soberano, o rei Davi estava abaixo do Grande rei dos reis e Senhor dos senhores! Davi é confrontado pelo profeta Natã, e após contar a história do homem rico que se aproveita do pobre, logo o senso de Justiça de Davi sobressai e ele decreta sentença de morte. Como o pecado nos cega, Davi pôde julgar um caso que estava fora, porém ignorou o seu próprio caso. Isto acontece quando agimos como o insensato, quando desprezamos a palavra de Deus. Mas grande ESPERANÇA há para os Salvos em Cristo. Davi arrepende-se de seu pecado e confessa, e apesar de arcar com as consequências ele encontra MISERICÓRDIA. Que ao nos depararmos com situações pecaminosas nesta vida de peregrinação, possamos lembrar que temos um Deus todo poderoso que é fiel e sua fidelidade sempre perdoará e sustentará os justos, e o justo não se utilizará dessa fidelidade para viver pecando, pois seu prazer está no Senhor! Ele compreende perfeitamente o que diz 1 João 1.9: “Se confessarmos nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”.


No amor de Cristo, Carmem Anselmo.


69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo